28 setembro 2012

Entre Aspas: Sobre o fim

Postado por Carolina Ctfra às 17:07
Você demora, puxa o freio de mão, fica estagnada, mas uma hora ou outra acaba percebendo que não é pra você, não foi feito pra você ou não quer saber de você. Vai ser cruel, mas vai passar. Vai ser estranho, mas não é o fim do mundo. Você deve ter algumas amigas, deve haver outra pessoa, algo pelo qual o seu coração palpite, você vai conseguir encarar. Vai ser novo, vai ser frio, vai ser duvidoso e complicado, mas ninguém disse que a vida seria fácil mesmo. Vai ser como uma chuva indesejada, vai bagunçar o seu cabelo, vai te arrancar lágrimas. Você vai se esconder embaixo de um cobertor e vai pedir que o mundo acabe, mas você vai conseguir.


http://www.flickr.com/photos/yyellowbird

Vai ser constrangedor, quando você vir aquela pessoa que não quer ver ou lembrar que ela existe, mas pense nas possibilidades de se conhecer e ver até onde pode lidar com seus próprios sentimentos. Vai ser intenso, mas você vai aguentar. Vai ser diferente, seu telefone não vai tocar e não vai ter o boa noite de sempre, mas você tem aquele filme ou aquele livro pra ler e nem precisa disso mesmo. Você vai se sentir sozinha, mas deletar todas as músicas românticas da sua playlist pode ajudar. Você vai precisar de roupas novas, quem sabe de um cabelo novo e vai precisar de paciência e muita disposição pra apagar as fotos, jogar fora tudo que te faça lembrar aquilo que você quer esquecer.

Seu coração vai estar meio quebrado, mas você não é obrigada a consertar tudo no mesmo dia, afinal quem nunca deixou pra arrumar a bagunça depois? Só tente não pensar, não trazer de volta aquilo que deve ficar no passado. Aliás, nem pense que existe um passado, encare a vida como um hoje e um amanhã, o ontem só servirá quando você puder olhar com outros olhos pra toda essa situação, olhos de "ainda bem que cheguei até aqui".

Se existisse uma lição perfeita para o fim seria: compre alguns lenços, chore até uma semana, coma muitas guloseimas e até esqueça de lavar o cabelo, mas reapareça com toda essa força que você nem imagina que tem e mostre que o melhor está em você, seja qual for a situação, você sempre sairá ganhando - só é perdedor quem aceita essa condição. Levante a cabeça, faça as unhas, use uma maquiagem e sempre siga em frente.

Só é amor quando faz bem, quando não machuca de forma alguma. Se machuca, não faz bem e não é amor. Se não é amor, pra quê perder o seu tempo? Pra quê chorar por situações mal vividas e mal resolvidas? Pra quê? Às vezes, cair fora pode não ser o mais fácil, mas, com certeza, é o melhor.

O texto foi criado pela Aline, que escreve sobre problemas de auto-estima, transtornos alimentares, crises pessoais e um pouco sobre moda. Ela é dona do blog e também pode ser encontrada no Twitter, eu acompanho e indico!
Entre Aspas vai ser a nova tag semanal do blog, onde vou postar textos de outras pessoas, que me inspiram. Espero que vocês gostem!

0 comentários:

Postar um comentário

Se gostou do post comente e faça uma blogueira feliz!
Prometo ler e responder todos os comentários.
Obrigada. Beijos!

 

Densidade Feminina Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos