12 novembro 2012

Resenha: Cilada – Harlan Coben

Postado por Carolina Ctfra às 15:39
Título: Cilada
Autor: Harlan Coben

Editora: Sextante/Arqueiro
Páginas: 272

Classificação: ★★★★★




Wendy Tynes é repórter em um programa de televisão que arma ciladas para poder desmascarar pedófilos. Ela tem uma vida ótima, já que é bem sucedida no trabalho e tem uma boa relação com o filho, porém a vida perfeita de Wendy começa a ruir quando ela acusa Dan Mercer de ser um dos maiores criminosos do país. Mercer é um assistente social que ajuda adolescentes, e ao receber um telefonema de uma adolescente pedindo para encontrá-la acaba caindo em uma das armadinhas do programa de Wendy. Apesar de ser julgado e inocentado por falta de provas Dan acaba sendo assassinado e a única testemunha é a repórter que passa a investigar o caso por ter medo de ter acusado e arruinado a vida de um inocente. Paralela a essa estória, temos Haley McWaid uma filha ótima, aluna exemplar que ama esporte e sonha em entrar para uma boa faculdade. Mas certa noite ela não volta para casa e durante três meses ninguém tem nenhuma noticia sobre o seu desaparecimento. Na investigação do assassinato de Dan, algumas evidências conectam-se com a estória de Haley, dessa forma começamos a perceber que todos têm algo a esconder, que nenhum fato pode ser tratado como verdade absoluta e todos os segredos se interligam formando um mosaico de mistério.
“Muitas vezes na vida somos obrigados a fazer julgamentos que não gostaríamos de fazer. E queremos que eles sejam fáceis. Queremos confiar as pessoas em categorias bem definidas, anjos ou monstros, mas quase sempre o buraco é mais embaixo: a verdade está em algum lugar entre dois extremos. E esse é o problema. Os extremos são bem mais fáceis.”
No enredo nos deparamos com diversos assuntos como, por exemplo, a fé, culpa, luto, perdão e amizade e isso acaba fazendo com que o leitor reflita sobre o que ele seria capaz de fazer para conseguir o que quer e sobre o que realmente tem importância na sua vida. O livro é altamente inteligente, intrigante, desafiador e o que faz ele ser tão bom é o fato do autor conseguir fazer uma estória cheia de suspense e mistério mais ao mesmo tempo divertida e leve. Durante a leitura nos apaixonamos por alguns personagens e por isso começamos a tentar solucionar todos os problemas, porém a cada página mudamos o julgamento de quem é culpado e de quem é inocente e por isso o leitor passa a querer ler o livro todo de uma vez, para poder solucionar os mistérios. Mas no livro nada é o que parece e por isso a solução vai surpreender todas as pessoas, mas só será feita nas últimas páginas. Se você ainda nao leu esse livro pare tudo e leia!!

0 comentários:

Postar um comentário

Se gostou do post comente e faça uma blogueira feliz!
Prometo ler e responder todos os comentários.
Obrigada. Beijos!

 

Densidade Feminina Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos