07 janeiro 2013

Resenha: Questões do Coração - Emily Giffin

Postado por Carolina Ctfra às 14:29

Título: Questões do Coração
Autor: Emily Giffin
Editora: Novo Conceito
Páginas: 438
classificação: ★★★★★


Tessa é uma mulher bonita que abandona sua carreira para poder se dedicar ao marido e aos seus dois filhos. Ela é casada com Nick, um cirurgião plástico bonitão, inteligente e pai dedicado. Eles possuem uma situação econômica razoável e um casamento estabilizado e, por isso, as pessoas acham que eles possuem uma vida perfeita.

Valerie é uma advogada graduada em Harvard, que, após ser abandonada grávida pelo namorado, se tornou uma mulher solitária. Sendo assim, ela precisa da ajuda do irmão, Jason, para cuidar do filho Charlie, que se tornou sua única felicidade. Porém, durante um aniversário na casa de um amigo, Charlie sofre um acidente e passa a ser paciente do Dr. Nick Russo. É dessa maneira que a vida dessa duas mulheres cruzam-se de maneira inimaginável.


Eu não tinha expectativa nesse livro, porque tinha lido O Noivo da Minha Melhor Amiga e Presentes da Vida, que também são da Emilly Giffin, na mesma semana e percebi que gostava do enredo e dos personagens que a autora criava, porém, algumas vezes, ela enrolava e descrevia situações que não tinham importância e isso me deixava cansada (veja bem, eu gostei dos dois livros e dei 4 e 3 estrelas respectivamente, mas acredito que se não fosse esses problemas os  livros iriam ganhar 5 estrelas). Além disso, o fato da capa não ser tão bonita e da sinopse não revelar qual seria o tema abordado na estória também me fizeram ficar “com o pé atrás”. Sendo assim, só me senti empolgada para ler Questões do Coração quando descobri que Dex e Rachel (personagens dos outros livros) seriam irmão e cunhada, respectivamente, de Tessa. Confesso que me arrependo de ter subestimado e demorado tanto para ler esse livro.

O leitor consegue perceber o amor, a angústia, o medo, a dor, as dúvidas e até a esperança que os personagens estão sentido, pois a autora descreve tão bem as emoções deles que parece que é o leitor que está passando por determinada situação e, por isso, várias vezes eu pensei: O que eu faria se fosse ela? O que se faz por amor está acima de qualquer coisa? Eu seria capaz de perdoar? Eu ainda não sei a resposta para a maioria das questões que esse livro propõe e acredito que vou continuar sem saber por um bom tempo, afinal, como a Tessa concluiu, não conseguimos entender nem pensar em uma boa solução até que a gente esteja passando por determinada situação e é por isso que não devemos julgar a atitudes das outras pessoas.
"Fecho os olhos, e pergunto-me se realmente somos surpreendidos pelo azar, ou se, de alguma maneira, em algum lugar, na forma de empatia, preocupação, ou até mesmo de uma premonição, pressentimos que ele chegará? Pego no sono sem saber a resposta. Sem saber, no entanto, se essa será a noite da qual me lembrarei para sempre."
Esse livro levanta questões como: diferença entre amor e paixão, mãe solteira, conflitos familiares, coerções sociais, sinceridade e perdão (trata de outro assunto atual e polêmico, mas não vou falar para não soltar nenhum spoiler). Além disso, Questões do Coração me fez refletir sobre a importância que damos para o que as pessoas pensam e sobre o que eu realmente quero para a minha vida. Esse livro realmente mexeu muito comigo, mas a autora soube dosar todas essa reflexões com momentos engraçados e, por isso, o livro não se torna cansativo. Questões do Coração é mais do que um simples romance clichê, é uma lição de vida e, por isso, é mais do que recomendado!


Ebook disponível na bibloteca

7 comentários:

Inara Souza on 15 de janeiro de 2013 18:44 disse... [Responder comentário]

Oi, Carol!

Ah, esse livro é lindo mesmo! Não gostou da capa? Mesmo? Eu achei linda! A história toda é linda! Para mim, Emily Giffin só se equipara a Nicholas Sparks... Ainda não consegui encontrar um livrinho de ambos que não gostasse! (rs)

Estou lendo "Laços Inseparáveis" da Emily nesse momento! Começou muito bem!

beijos,
Inara - http://www.lerdormircomer.com.br/

Menina D. on 15 de janeiro de 2013 19:08 disse... [Responder comentário]

Concordo com você Inara, pois os meus autores favoritos são Nicholas Sparks e Emily Giffin! Eu estou louca para ler Laços Inseparáveis, mas resolvi esperar um pouco, pois li 4 livros da autora em duas semanas, ai resolvi ler um pouco de suspense para variar. Mas em breve vou ler e resenhar.
Obrigada pelo comentário e volte sempre! Beijos

Nessa on 16 de janeiro de 2013 08:03 disse... [Responder comentário]

Oláa!
Foi como eu te falei no twitter, achei esse livro incrivel, mas o final ficou meio no ar, eu gostaria que ele tivesse se decidido por uma das duas! rsrs!
Bejos!

Menina D. on 16 de janeiro de 2013 08:30 disse... [Responder comentário]

Muitas pessoas reclamaram no Skoob desse final, mas eu gosto de finais assim, porque o leitor pode soltar a imaginação e dar o desfecho que quiser.
De certa forma ele decidiu qual delas queria, mas não dá para saber se eles realmente ficaram juntos. Quem sabe a autora escreve uma continuação da estória...
Obrigada pelo comentário e seja bem vinda ao blog!
Beijos.

Ana Clara Rezende on 19 de janeiro de 2013 18:30 disse... [Responder comentário]

Oii, aqui é a Ana Clara que vc conversou lá no skoob, tudo bem? Também odeio quando os autores colocam umas partes desnecessárias assim, parece que alguns já fazem isso de propósito com o intuito de que o livro mais tarde venha a se tornar um filme, parece que eles ficam querendo facilitar é para as produtoras de filmes. Nunca li nada da Emily mais estou com o Questões do Coração aqui, já esta na minha meta de 2013 acho que depoi dessa resenha ele vai tomar a posição de alguns da lista, também com essa capa maravilhosa. Parabéns amei a sua resenha.
bjos.
http://bibliotecavirtu.blogspot.com.br/

Menina D. on 19 de janeiro de 2013 19:05 disse... [Responder comentário]

@Ana Clara Rezende Realmente você não vai se arrepender de passar esse livro na frente dos outros, porque ele é MUITO bom.
Fico feliz que você tenha gostado e obrigada pelo elogio!
Beijos

Anônimo disse... [Responder comentário]

A única coisa que eu não entendi foi o diálogo que ele teve com a Valerie no final, ele falou que mesmo sentindo o que sentia por ela, ele não queria jogar tudo para o alto... Mas se ele achava que a amava naquele momento, porque não escolheu ficar com ela? Apesar que no final ele percebeu que o que ele sentiu pela Valerie só aconteceu porque ela estava com uma ´´ crise´´ com a Tessa. Percebeu que a pessoa que amava realmente era a Tessa...

Postar um comentário

Se gostou do post comente e faça uma blogueira feliz!
Prometo ler e responder todos os comentários.
Obrigada. Beijos!

 

Densidade Feminina Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos